Prevenção do Câncer de Mama – Outubro Rosa

A prevenção do câncer de mama – Outubro Rosa é uma campanha que foi iniciada na década de 1990 nos Estados Unidos.

Foi um movimento internacional desenvolvido pela “Fundação Susan G. Komen for the Cure” e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura e desde então ela é promovida anualmente em diversos países pelo mundo.

O objetivo é divulgar informações sobre o câncer de mama e fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde para prevenção, diagnóstico precoce e rastreamento da doença.

Informações sobre o câncer de mama

A campanha de prevenção do câncer de mama – outubro rosa acontece porque é o tipo que mais acomete mulheres em todo o mundo.

Foram contabilizados 2,26 milhões de casos novos no ano de 2020 em todo o mundo, o que representa cerca de 24,5% de todos os tipos de neoplasias diagnosticadas nas mulheres, sendo o tipo de cancer mais incidente, superando o de pulmão. Tornando o câncer de mama o mais diagnosticado em 2020.

As taxas de incidência variam entre as diferentes regiões do planeta, com as maiores taxas nos países desenvolvidos.

No entanto aqui no Brasil, foram estimados mais de 66.000 novos casos de câncer de mama em 2021, uma média de 60 casos a cada 100 mil mulheres.

Todos devemos ficar atentos aos sinais e principais sintomas, que são:

  • Caroço (nódulo)
  • Pele da mama avermelhada
  • Alterações no bico do peito (mamilo)
  • Saídas espontâneas de líquido em algum mamilo
  • Pequenos nódulos também podem aparecer no pescoço ou axilas

É preciso manter a prevenção do câncer de mama – outubro rosa, pois com os cuidados e orientações, podemos salvar vidas.

Fatores de risco do câncer de mama

Comportamentais/Ambientais

  • Obesidade e sobrepeso, após a menopausa
  • Atividade física insuficiente (menos de 150 minutos de atividade física moderada por semana)
  • Consumo de bebida alcoólica
  • Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X, tomografia computadorizada, mamografia etc.)
  • Histórico de tratamento prévio com radioterapia no tórax

Aspectos da vida reprodutiva/hormonais

  • Primeira menstruação (menarca) antes de 12 anos
  • Não ter filhos
  • Primeira gravidez após os 30 anos
  • Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos
  • Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona)
  • Ter feito terapia de reposição hormonal (estrogênio-progesterona), principalmente por mais de cinco anos

Hereditários/Genéticos

  • Histórico familiar de câncer de ovário; de câncer de mama em mulheres, principalmente antes dos 50 anos; e caso de câncer de mama em homem

Caso de encontre um nódulo, quem devo procurar?

O profissional responsável pelo tratamento de doenças de mama é o mastologista.

Sua atividade abrange o estudo, a prevenção, o diagnóstico, o tratamento, a realização de cirurgias e o processo de recuperação da mulher.

A mastologia é produto do desenvolvimento tecnológico, que vem ampliando os horizontes para o conhecimento mais aprofundado das patologias, para a descoberta de novos exames e formas de tratamento.

Se a oncologia é a especialidade que trata do câncer, a atividade fim da mastologia é tratar o objeto em si, neste caso, o câncer de mama.

Aliás, a principal doença tratada por esse profissional é justamente o câncer, doença que acomete milhões de mulheres mundo afora.

Além do risco à vida das mulheres, mexe profundamente com aspectos psicológicos e, no caso de cirurgias para remoção dos seios, com questões relevantes, ligadas à autoestima e à qualidade de vida.

Trata-se, portanto, de fatores bem específicos, que precisam ser considerados na abordagem médica.

Ajude as mulheres do seu círculo familiar e de amizades compartilhando estas informações e ajudando-as na prevenção do Câncer de Mama.

Falar com consultor
Olá, como podemos ajudar?

Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite