A importância dos documentos fiscais para o transporte

A importância dos documentos fiscais para o transporte

A importância dos documentos fiscais para o transporte é considerada, não só pelo cumprimento da legislação, mas também por diversos outros motivos.

No entanto, dependendo do tipo de serviço e para qual região vai, necessitam de documentos específicos e é de suma importância que eles estejam de acordo.

A não emissão dos documentos, tais como: Nota Fiscal, Conhecimento de Transporte, Manifesto Eletrônico, e não havendo o acompanhamento junto a carga, trarão problemas graves para as empresas envolvidas. Portanto, é necessário conhecer um pouco mais sobre o assunto para garantir um transporte tranquilo e seguro na transportadora.

Principais motivos de manter os documentos fiscais em dia

Documento é sinônimo de garantia e segurança! Sem falar que, se tratando de fiscalização, é mais que um dever.

Vamos a lista sobre a importância dos documentos fiscais para o transporte:

  • Evitar problemas com o fisco
  • Integra informações de diversas áreas
  • Favorece o planejamento tributário
  • Contribuí para o bom andamento do processo logístico

Por isso, além de ter todos os documentos em dia, é interessante manter as informações corretas da carga, para evitar problemas como apreensão e multas.

Como ter um bom controle sobre os documentos?

Cada transportadora já está acostumada com a emissão dos documentos necessários, geralmente auxiliada por um contador com conhecimentos na área ou uma consultoria especializada.

Porém é sempre bom manter processos que tenham um fluxo que garanta a eficiência desses documentos e informações.

Agora, uma outra boa ideia é ter um software que automatize esses processos, agregando qualidade às informações, produtividade e eficiência operacional.

Quais os documentos mais comuns?

Entre todos os documentos, os mais comuns são:

  • DANFE (Documento auxiliar de nota fiscal eletrônica)
  • CTe (Conhecimento de transporte eletrônico)

A DANFE é uma Nota Fiscal eletrônica impressa, nela contém todas as informações da carga, transportador, contratante do frete, entre outras, acompanhando a mercadoria até seu destino.

Já o CTe é o documento utilizado para registrar a prestação de serviços de transportes nos modais de rodoviário, aéreo, marítimo, etc, e como propicia o recolhimento do ICMS, quando aplicado, a sua emissão é obrigatória em fretes intermunicipais e interestaduais.

Lembrando que a nota fiscal é emitida pelo vendedor da mercadoria e o CTe é fornecido pela transportadora responsável pela entrega (transporte) da carga.

Esperamos ter ajudado na compreensão sobre a importância dos documentos fiscais para o transporte!

Mas se quiser informações como “seguro de carga”, clique aqui.

No entanto para saber sobre como “contratar os melhores fretes”, clique aqui.

Mas para entender sobre “Gateway de frete” é o que seu negócio precisa, clique aqui.

Falar com consultor
Olá, como podemos ajudar?

Desenvolvido por Controle Online - Desenvolvimento de aplicativos

Hospedado por Go Infinite